Capa

SPRS Press Releases

Entenda por que manter as crianças na natação durante o inverno faz bem à saúde

Prática de exercícios aquáticos estimula a respiração, reduz resfriados, crises de asma e bronquite

18.07.2019  |  344 visualizações

A falsa impressão de que o contato com a água, durante este período, pode provocar ou facilitar a chegada de gripes e resfriados faz com que muita gente tenha receio de manter as crianças em atividades esportivas na água, como a natação. Ao contrário do que se pode pensar, mesmo no frio, a atividade é indicada. O médico pediatra e diretor científico da Sociedade de Pediatria do Rio Grande do Sul (SPRS), Marcelo Pavese Porto, explica que, na verdade, a natação no inverno traz diversos benefícios para a saúde das crianças.

- Por ser uma atividade física que utiliza a respiração e estimula as vias nasais, o esporte é um parceiro no combate as enfermidades do inverno. Inclusive, os pequenos que seguem praticando, registram menos casos dessas doenças do que quem suspendeu o exercício. Não há nenhuma razão para interromper a atividade nesse período. Basta se agasalhar antes e após a piscina - salienta o médico.

Algumas precauções, como a segurança e o olhar vigilante dos pais, devem ser observados independente da época do ano. O médico pediatra alerta para que sempre se mantenham os cuidados e o monitoramento com as crianças no contato com a água, especialmente quando são feitas em casa, sem o acompanhamento de um profissional.

- É preciso ter algo claro: a natação é um esporte excelente, completo, repleto de benefícios, mas que precisa ter sua prática associada às medidas de segurança, principalmente, quando se fala em crianças, independentemente se sabem nadar ou não. Os pais devem ter o olhar atento, a piscina cercada, quando não utilizada mante-lá fechada com cadeado, e ter sempre a disposição boias para eventuais suportes - orienta.

Apesar de não haver um consenso sobre o período sugerido para iniciar a atividade, Marcelo Porto recomenda que seja feito pelo menos a partir dos seis meses de idade, pois, é o período em que o pequeno já consegue desfrutar melhor da aula e do momento com os pais. O médico reforça que, mesmo iniciando a atividade desde os primórdios da vida, as ações de precaução precisam ser rigorosas.

Por fim, o diretor científico da Sociedade de Pediatria do Rio Grande do Sul (SPRS) afirma que, respeitando estes cuidados, a natação é um dos esportes mais completos e benéficos ao desenvolvimento infantil.  

Redação: Vítor Figueiró
Coordenação: Marcelo Matusiak

 

  • Contato com a água traz diversos benefícios para crianças
    (Marcelo Matusiak)

Leia também...

06.12.2019

Sociedade de Pediatria do Rio Grande do Sul elege diretoria para o próximo biênio

Sérgio Amantéa assume o comando da entidade na gestão 2020/2021

05.12.2019

Combate à obesidade infantil passa por mudança de hábitos no estilo de vida

Tema vem sendo abordado nos últimos anos como prioridade pela Sociedade de Pediatria do Rio Grande do Sul

18.11.2019

Passo Fundo recebe simpósio gaúcho de alergia pediátrica

VIII Alergoped Gaúcho ocorre nos dias 22 e 23 de novembro de 2019

14.11.2019

Avança na Assembleia andamento de projeto para proteger crianças do uso excessivo de telas

Sociedade de Pediatria do Rio Grande do Sul fez a entrega de um abaixo-assinado pedindo apoio a projeto que estabelece normas para alertar ao risco dos equipamentos eletrônicos

Entre em contato