Capa

Ajorsul Press Releases

Ideias sustentáveis no pulso do consumidor

Preocupação com o meio ambiente é uma constante na indústria relojoeira

17.07.2019  |  213 visualizações

Uso de materiais alternativos em sua composição e, principalmente, cuidados com relação às baterias estão entre os principais alvos das fabricantes de relógios. Ao serem descartadas incorretamente as baterias são um dos mais sérios causadores de danos ao meio ambiente. Por conta disso, a indústria diversifica os tipos de funcionamento ou apostam na durabilidade cada vez maior.

Uma das tecnologias, que não é recente, mas diante da preocupação com o meio ambiente retomou sua importância no mercado são os relógios que dispensam a bateria. O tema integra a programação dos cursos de qualificação promovidos pela Associação do Comércio de Joias, Relógios e Óptica do Rio Grande do Sul (Ajorsul). O instrutor do módulo relógios no Ajorsul Educar, João Batista Silveira, define em três tipos: o manual, o misto e o automático.

O manual funciona por meio de corda, gerando a energia motriz. A corda deve ser dada periodicamente (normalmente todos os dias) para que o mecanismo permaneça funcionando.

O misto (ou kinetic) é equipado com sistema gerador automático, ou seja, ele gera a energia elétrica para alimentar o mecanismo. Esse tipo, se não usado por mais de três horas param para economizar energia. Assim que utilizados, ajustam a hora automaticamente.

Já o automático, é o sistema no qual a corda é dada automaticamente através do movimento do pulso e de um sistema chamado de massa oscilante ou rotor. Essa massa oscilante, pelo efeito da gravidade, tende a se manter parada ou praticamente parada enquanto relógio está em movimento. Esse movimento é transferido para a corda por meio de um grupo de engrenagens.

Cerca de 1% do lixo produzido nas cidades é composto por resíduos sólidos que contém elementos tóxicos, entre eles estão pilhas e baterias, que são descartadas no lixo sem levar em conta a sua composição de materiais pesados e substâncias tóxicas que são prejudiciais à saúde. Por conta disso, a orientação é que todos acessórios que usem baterias, sejam descartados corretamente nos locais específicos para reciclagem.

Redação: Marcelo Matusiak
Coordenação: Marcelo Matusiak

  • Relógios
    (Fabiano Panizzi)

Leia também...

01.08.2019

Abertas novas turmas para curso de consultoria de imagem especializado em óculos

Atividades estão marcadas para os dias 20, 21 e 22 de agosto das 9h às 18h

22.07.2019

Workshop mostra tendências do Verão 2020 no setor de joias, folheado e bijuterias

Evento é promovido pela Associação do Comércio de Joias, Relógios e Óptica do Rio Grande do Sul (Ajorsul)

24.06.2019

Outono/Inverno 2019 promete colares alongados e foco em visuais minimalistas

Formas irregulares, tanto nos contornos, quanto nas superfícies dos acessórios também estarão em alta na época mais sofisticada do ano

21.06.2019

Cuidados garantem durabilidade das lentes dos óculos

Manutenção adequada evita riscos e ajuda a aumentar a vida útil do acessório

Entre em contato