Capa

SPRS Press Releases

Prevenção de doenças e busca por uma vida mais saudável para as crianças

Congresso Brasileiro de Pediatria deve reunir cerca de sete mil pediatras em Porto Alegre até o próximo sábado (12/10)

10.10.2019  |  552 visualizações

A programação de quinta-feira (10/10) do Congresso Brasileiro de Pediatria, em Porto Alegre (RS), trouxe mais uma vez temas atuais e de dúvidas recorrentes entre médicos e pais. O evento é promovido pela Sociedade Brasileira de Pediatria (SBP) e pela Sociedade de Pediatria do Rio Grande do Sul (SPRS) e ocorre no Centro de Eventos da FIERGS.

A obesidade infantil foi abordada sob vários aspectos considerando o prognóstico e a importância da atividades físicas e orientação nutricional. O tema da alergia ao leite de vaca fez parte da programação ao longo da quarta-feira (10/10).

- Qual a base racional para o tratamento dos pacientes? Claramente temos a necessidade de trabalhar a proteína. Quando hidrolisamos a proteína, vai quebrando ela e diminui o grau de alergia. As fórmulas parcialmente hidrolisadas e as intactas não tratam a alergia. O que vai tratar especificamente são fórmulas extensamente hidrolisadas e fórmulas de aminoácidos – explicou o pediatra Matias Epifanio.

Durante o debate os médicos também reforçaram a importância dos alimentos orgânicos que possuem diferenças de microbioma, por exemplo, na comparação com os demais alimentos e a necessidade de incentivar dietas ricas em componentes naturais e integrais.

Um dos colóquios trouxe o tema dos riscos toxicológicos de medicamentos de uso frequente em emergência e UTIs pediátricas.

- Gosto de lembrar que não estamos lidando com “mini-adultos”, ou seja, temos absorções completamente diferentes se comparamos um pré-maturo com um adulto. Uma criança gravemente doente também vai absorver menos. A distribuição do corpo é diferente se lembrarmos que um recém-nascido tem 80% de água enquanto o idoso tem um pouco mais de 50%. Além disso, a metabolização é diferente – afirmou a médica Rosirene Maria Frohlich Dall Agnese.

A mesa de discussão sobre febre no departamento de emergência contou com a coordenação da pediatra Denise Leite Chaves.

- Para encurtar o período da dor é fundamental saber optar pela droga certa na dose certa – disse.

A miniconferência transtorno do déficit de atenção e hiperatividade levantou estudos sobre o assunto. Segundo o médico Luis Augusto Paim Rohde (RS), um trabalho recente mostrou o resultado em crianças de 5 a 15 anos com desenvolvimento típico e com hiperatividade através de ressonância magnética. A pesquisa mostrou uma maturação mais lenta principalmente no córtex pré-frontal naquelas que tem déficit de atenção e hiperatividade.

As aulas também trouxeram outras temáticas como o câncer infantil, autismo, questões envolvendo baixa estatura, prematuridade, diagnóstico e abordagem de doenças respiratórias agudas e assistência do recém-nascido pré-termo tardio, entre outros.

Serviço:

39º Congresso Brasileiro de Pediatria (CBP)

Local: Centro de Eventos da FIERGS

Data: De 9 a 12 de outubro (de quinta-feira a sábado)

https://www.sbp.com.br/especiais/congresso-brasileiro-de-pediatria/

Redação: Marcelo Matusiak

Coordenação: Marcelo Matusiak

 

 

 

 

 

  • Congresso Brasileiro de Pediatria
    (Marcelo Matusiak)

  • José Paulo Ferreira
    (Marcelo Matusiak)

  • Claudia Schweiger
    (Marcelo Matusiak)

  • Rosirene Maria Frohlich Dall Agnese
    (Marcelo Matusiak)

  • Palestras
    (Marcelo Matusiak)

  • Matias Epifanio
    (Marcelo Matusiak)

Leia também...

07.07.2020

Atividade física para crianças é ainda mais importante na pandemia

Sociedade de Pediatria do Rio Grande do Sul (SPRS) reforça importância do estímulo de pais para que as crianças se mantenham ativas

03.07.2020

Alterações no Código de Trânsito Brasileiro não contemplaram medidas de proteção para crianças

Sociedade de Pediatria do Rio Grande do Sul (SPRS) alerta que itens importantes ficaram de fora das mudanças aprovadas pela Câmara dos Deputados

15.06.2020

Pais devem fazer uma interpretação equilibrada e não midiática sobre a pandemia

Diálogo com as crianças e adolescentes é fundamental para estabelecer os cuidados necessários na prevenção da pandemia, sem que isso afete a saúde mental de todos

08.06.2020

Nas UTIs Neonatais e maternidades, visitas restritas e cuidados extremos

COVID-19 mudou a rotina dos nascimentos de bebês, tanto para os nascidos a termo como para os prematuros

Entre em contato