Capa

AMRIGS Press Releases

O que fazer para não quebrar a famosa promessa de emagrecer no ano novo

Orientação profissional e disciplina são elementos fundamentais para que a busca de uma vida mais saudável não seja frustrada

13.01.2020  |  285 visualizações

Ano novo, metas estabelecidas e expectativas redobradas para o 2020 que está recém começando. Cuidar da saúde é uma necessidade e, é nessa época, que a maioria das pessoas tenta estabelecer um novo estilo de vida priorizando alimentação mais saudável e a prática de exercícios físicos. Porém, muitas vezes, tudo que foi selado como promessa para o novo ano, acaba sendo deixado de lado.

O verão traz estímulos extras como aumento de temperatura, mais luminosidade e uma carga horária maior de sol. Já o inverno é um convite perfeito ao boicote de tudo que foi planejado, aumentando a preguiça de fazer esportes e tendo que lidar com ofertas ricas em carboidratos nos alimentos. Para o médico e diretor de Comunicação da Associação Médica do Rio Grande do Sul (AMRIGS), Juliano Chibiaque, é fundamental ter disciplina com a alimentação e orientação profissional para que lesões não prejudiquem a continuidade das atividades físicas.

- Há componentes diários que boicotam esse esforço. São alimentos atraentes no prato, mas que trazem uma carga energética maior e acabam engordando. Por isso, é importante que se busque uma orientação nutricional e que a pessoa tenha em mente o seu biotipo. O importante não é o quanto vai perder de peso, mas como vai perder. Além disso, a perda de peso sem atividade física, não se sustenta – explica.

O médico cirurgião do aparelho digestivo e cirurgião geral reforça, ainda, que o estilo de vida atual não favorece a uma vida saudável, o que precisa ser superado por cada um.

- A população está cada vez mais refém de tecnologias e rotinas estressantes. A sensação é de que falta tempo para tudo. A ingestão de alimentos acaba sendo feita com pressa, o que não é o indicado – completa.

Na hora da escolha da atividade física, a dica é procurar aquele esporte que agrade e dê prazer para cada pessoa, sendo uma escolha muito individual.

- O mais importante é encontrar aquela atividade física que a pessoa vai se sentir estimulada. Seja musculação, caminhada, pilates, RPG, danças, natação, hidroginástica, bicicleta, etc. Independente da opção que ela for seguir, dois requisitos são indispensáveis: ter condições estruturais de fazer a atividade e contar com uma orientação de um educador físico para que não tenha risco de lesões – finaliza.

Pessoas que estavam em condições de sedentarismo precisam um cuidado ainda maior para não exagerar na dose tendo lesões e prejudicando todo planejamento que foi proposto.

Redação: Marcelo Matusiak
Coordenação: Marcelo Matusiak

  • Verão convida para prática de esportes
    (Marcelo Matusiak)

  • Alimentação saudável
    (Marcelo Matusiak)

Leia também...

20.01.2020

Cuidado com desidratação em idosos deve ser redobrado

Alerta é da Associação Médica do Rio Grande do Sul (AMRIGS)

10.01.2020
Associação Médica do Rio Grande do Sul repudia agressão a médica ocorrida na Fronteira

Caso aconteceu na cidade de Quaraí, localizada na fronteira com o Uruguai, no dia 6 de janeiro

06.01.2020

Suando a camisa

Artigo de Opinião: Médico do esporte, associado da AMRIGS, Cláudio Machado da Silveira

19.12.2019

AMRIGS comemora veto do Presidente da República ao Revalida Light

Possibilidade de empresas privadas aplicarem o teste de revalidação do diploma era principal preocupação

Entre em contato