Capa

SPRS Press Releases

O que fazer quando acontecem os pequenos ferimentos em crianças

Período de veraneio é propício a incidentes que envolvem quedas ou cortes na pele

04.02.2020  |  366 visualizações

Seja por curiosidade ou por estarem em brincadeiras agitadas, as crianças acabam mais vulneráveis nessa época do ano a pequenos acidentes. Um dos riscos comuns, são os cortes causados por cacos de vidro no chão, por exemplo, ou arranhões provocados nas quedas. Um agravante é o fato da criança ser naturalmente curiosa. O senso de perigo e equilíbrio não se desenvolve plenamente até que ela amadureça e tenha experiência, por isso a vigilância de pais e responsáveis é um aliado fundamental.

No caso de acidentes, de um modo geral, a dica é lavar imediatamente o ferimento em água corrente.

“Em pequenos ferimentos sem sangramento expressivo recomendamos seguir lavando em água corrente e fazer um pequeno curativo com gaze tendo o cuidado de não abafar. Essa medida vai proteger de possíveis contaminações posteriores”, explica o médico pediatra e diretor da Sociedade de Pediatria do RS, Silvio Baptista.

Ferimentos mais profundos, extensos, e aqueles com sangramento prolongado, devem ser examinados para avaliação de possível procedimento (curativo com aproximação das bordas e/ ou sutura). Também é indicado não usar cremes ou antissépticos sem orientação médica.

Outras dicas são ensiná-las e alertá-las para os riscos que certos atos envolvem, para que elas possam desenvolver a noção do que é o perigo e do que são comportamentos perigosos. Escadas e ambientes escorregadios como a volta de piscinas exigem uma atenção redobrada. Também é indispensável observar grades e redes de proteção em todas as janelas e varandas.

Redação: Marcelo Matusiak

Coordenação: Marcelo Matusiak

 

  • Primeiros Socorros
    (Marcelo Matusiak)

Leia também...

25.03.2020

O que fazer com as crianças?

Sociedade de Pediatria do Rio Grande do Sul incentiva a criação de rotina e uso da criatividade para que filhos passem pelo período de isolamento social da melhor maneira possível

24.03.2020

Adiado para setembro XII Congresso Gaúcho de Atualização em Pediatria

Encontro é realizado pela Sociedade de Pediatria do Rio Grande do Sul (SPRS)

17.03.2020

Crianças são de baixo risco para coronavírus mas transmissoras do vírus

Sociedade de Pediatria do Rio Grande do Sul recomenda que evitem o contato das crianças sintomáticas com avós e avôs

06.03.2020

O Mico Preto da Saúde

Nota Sociedade de Pediatria do Rio Grande do Sul - Fechamento do Serviço Materno-Infantil do Hospital São Lucas

Entre em contato