Capa

AMRIGS Press Releases

AMRIGS sugere ao Governo do Estado condições mínimas para flexibilização de atividades

Documento aponta requisitos necessários para serem cumpridos antes de promover a retomada das atividades, sob risco de haver uma piora do cenário da pandemia da COVID-19

28.04.2020  |  517 visualizações

A Associação Médica do Rio Grande do Sul (AMRIGS) acompanha com grande preocupação todos os acontecimentos relacionados à pandemia de COVID-19 e, diante das recentes medidas de flexibilização que estão sendo adotadas, decidiu comunicar oficialmente o Governo do Estado do entendimento de condições indispensáveis para que ocorra esse relaxamento.

“Desde o início da pandemia, temos a consciência dos graves impactos econômicos que são causados pela necessidade das medidas de distanciamento e isolamento social. Porém, sempre destacamos que a vida de todos deve estar em primeiro lugar”, afirmou o presidente da AMRIGS, Alfredo Floro Cantalice Neto.

No seu teor, a entidade defende que seja adotado o Protocolo do Grupo de Crise do Governo Estadual e Secretaria da Saúde e Planejamento, mas que esse processo seja aprimorado respeitando as individualidades de cada região.

“Cada município tem características próprias e peculiares tanto do ponto de vista populacional quanto do ponto de vista de estrutura das instituições de saúde. Por conta disso, não é recomendado adotar uma flexibilização com regras generalizadas e sim de acordo com a condição atual de cada cidade. Há municípios e regiões com grande número de pessoas contaminadas por razões diversas e outros com um controle maior. De um modo geral, acreditamos que o caminho seja a flexibilização gradativa, fundamentada com mais atenção para dois grupos específicos: a população mais vulnerável pela natureza de suas condições sociais e que têm menos acesso a higiene e proteção individual, e a população da faixa etária de 20 a 49 anos. Este segundo grupo, mesmo que goze de boa saúde, está mais sujeito à exposição externa por ser economicamente mais ativa”, completou Cantalice.

A entidade reitera a importância de um acompanhamento e monitorização da evolução diária e, no primeiro sinal de recrudescimento do número de casos, retomar as medidas restritivas para contenção do número de contaminados e de óbitos. Entende que é importante que seja feita a divulgação diária à população, fornecendo dados atualizados sobre a pandemia no estado. Para isso, enfatiza a importância de que todos os hospitais e estabelecimentos de saúde honrem o compromisso de comunicar com máxima agilidade e precisão casos de infectados, internações e óbitos.

Quanto ao isolamento social, para grupos de risco, a AMRIGS pede que sejam reforçadas orientações à população para que seja possível chegar próximo ao percentual ideal que vem sendo sugerido pelas autoridades de saúde, que é de 70%.

Outro aspecto que preocupa desde o início da pandemia é a necessidade extrema de garantir material de proteção individual a todos os profissionais de saúde. Dados recentes mostraram uma evolução no número de afastamentos entre os profissionais, o que enfraquece a rede de atendimento que é indispensável neste momento. Para isso, é considerado urgente que seja feita a contratação de profissionais capacitados para imediata substituição e para repor também a necessária parada daqueles que estão no grupo de risco.

Por fim, a entidade defende que sejam disponibilizados, na maior capacidade possível, os testes rápidos para o maior número de pessoas no estado.

Redação: Marcelo Matusiak
Coordenação: Marcelo Matusiak

  • Cautela na retomada das atividades
    (Freepik)

Leia também...

15.01.2021

AMRIGS retoma negociações com o IPERGS para melhoria nos honorários médicos

Em encontro, realizado na sede do Instituto, ficou definida elaboração de uma pauta com prioridades em serviços que precisam passar por uma revisão de valores

13.01.2021

Diretoria da AMRIGS visita Hospital Regina de Novo Hamburgo

Estabelecimento é referência em várias áreas da saúde

11.01.2021

Abertas inscrições para concurso de criação de logotipo comemorativo aos seus 70 anos da AMRIGS

Associação Médica do Rio Grande do Sul (AMRIGS) vai premiar vencedor com um modelo IPhone 11

30.12.2020

Amrigs e novo secretário da Saúde visitam hospitais de Porto Alegre

Encontros ocorreram nos Hospitais de Pronto Socorro, Mãe de Deus e Santa Ana

Entre em contato