Capa

AMRIGS Press Releases

Vida saudável é a fórmula para pacientes idosos que se recuperaram da COVID-19

Alerta é da Associação Médica do Rio Grande do Sul (AMRIGS)

18.06.2020  |  246 visualizações

Exemplos em diversas partes do mundo nos mostram o quanto é importante cuidar da saúde desde muito cedo. As imagens de idosos saindo de emergências aplaudidos por médicos e outros profissionais da saúde após vencerem o coronavírus foram transformadas em um símbolo de superação. A explicação para casos de pacientes com idade muito avançada que superaram a doença está na imunidade inata, onde algumas pessoas apresentam maior ou menor capacidade. Em poucas palavras, um idoso saudável, com peso adequado, praticante de atividade física, com poucas enfermidades associadas e cognição saudável, tem grande chance, sim, de vencer a COVID-19.

“O fato de alguns idosos terem se recuperado é que certamente eram hígidos (saudáveis) e com poucas, ou nenhuma, comorbidade (outras enfermidades). Precisamos pensar que o somatório de fatores que diminuem a saúde dos idosos, piora o prognóstico.” explica o médico geriatra e presidente da Sociedade Brasileira de Geriatria e Gerontologia/Secção RS, João Senger.

O primeiro fator negativo é a idade não só pelos anos de vida, mas pela dificuldade habitual de imunidade e apresentação de outras enfermidades (pressão alta, diabete, problemas respiratórios, etc).

“Por conta disso, o atendimento nas fases iniciais é importante, pois conseguimos estabilizar as outras enfermidades presentes. Entendendo que o idoso tem uma reserva diminuída, portanto precisamos ficar atentos. Convém lembrar que esse perfil de paciente apresenta sintomas, muitas vezes diferentes dos adultos jovens, como confusão mental, agitação, torpor, etc”, acrescenta o médico.

Entre as recomendações mais importantes estão manter a rotina diária e horários de sono, ter uma alimentação balanceada com consumo de verduras, frutas e legumes e consumir probióticos encontrados nos iogurtes e queijos, pois aumentam a flora microbiana intestinal, melhorando a defesa imunológica. Também é recomendado muito cuidado com a hidratação, pois os idosos sentem pouca sede, sendo necessário tomar líquidos mesmo sem sede. A desidratação que aparece logo, afeta o transporte de oxigênio e nutrientes, diminuindo a resposta imunológica do organismo, bem como a produção de muco nas vias aéreas superiores (primeira barreira contra os vírus). Também é importante estar em dia com a vacinação para gripe e pneumonia, fazer a higienização das mãos e uso de máscaras ao sair de casa, além de evitar locais com aglomerações.

Redação: Marcelo Matusiak
Coordenação: Marcelo Matusiak

  • Alimentação saudável
    (Marcelo Matusiak)

  • Esporte na terceira idade (imagem registrada antes da pandemia)
    (Marcelo Matusiak)

Leia também...

03.07.2020

Criatividade é aliada na organização do distanciamento social

AMRIGS incentiva medidas que ajudam a organizar o convívio coletivo diante do cenário imposto pela pandemia de COVID-19

01.07.2020

Centro de Eventos AMRIGS apresenta novo conceito para realização de eventos digitais

Proposta da AMRIGS possibilita e moderniza realização de eventos de forma híbrida

29.06.2020

AMRIGS realiza eleição para o triênio 2020-2023

A Associação Médica do Rio Grande do Sul (AMRIGS) iniciou o processo eleitoral da entidade com edital publicado no dia 19 de junho

05.06.2020

Drive Thru Móvel Music passa por Porto Alegre recolhendo doações para a Campanha do Agasalho 2020

Evento é apoiado pela AMRIGS

Entre em contato