Capa

Entrevista com prefeitos: Os desafios na área da saúde em Santa Maria

Segundo Jorge Pozzobom, o maior desafio é vacinar toda a população acima de 18 anos contra a COVID-19 até setembro de 2021

12.04.2021  |  144 visualizações

Qualificar a Rede Municipal de Saúde e ampliar a estrutura física das unidades está entre as ações na gestão do prefeito Jorge Pozzobom, em Santa Maria. Ainda, segundo ele, o maior desafio é vacinar toda a população acima de 18 anos contra a COVID-19 no menor tempo possível.

1.Quais os maiores desafios na área da saúde e que projetos pretende colocar em prática na condução de seu governo?

Além do enfrentamento à pandemia de coronavírus, já estamos colocando em prática, na Rede Municipal de Saúde, ações com as quais me comprometi desde o meu primeiro mandato como prefeito de Santa Maria. Uma delas é qualificar a rede e ampliar a estrutura física das unidades de saúde. Além de reformas, estamos construindo duas novas Unidades Básicas de Saúde (UBSs) e temos mais três UBSs para tirar do papel em breve, sendo que uma delas está com projeto pronto para ser licitado. Também, ampliar o número de equipes de Estratégia Saúde da Família (ESF) e a cobertura da Atenção Primária no município está entre os projetos que estamos colocando em prática ou que iremos colocar num futuro breve. Realizar um novo concurso público para contratar profissionais da área da Saúde também é um dos objetivos do nosso governo.

 
2. A pandemia da COVID-19 é o maior desafio na atualidade. Que ações serão adotadas no município?

A pandemia de coronavírus, com toda a certeza, é o maior desafio de qualquer gestor público. Na área da Saúde, temos inúmeros desafios, mas o fato de enfrentarmos um inimigo invisível e traiçoeiro, como eu costumo dizer, torna esse problema mais desafiador ainda. No entanto, a determinação em buscar soluções é proporcional ao tamanho do desafio, e é o que estamos fazendo em Santa Maria. Criamos, logo no início da pandemia, o Centro de Referência Municipal da COVID-19, 100% SUS, onde são coletados materiais de pessoas que estão com suspeita de COVID-19, para que sejam realizados os testes RT-PCR, além de ampliarmos para 20 unidades de saúde os locais onde é possível fazer o teste.
Participamos diretamente da articulação para abertura de novos leitos (UTI e clínicos) para o tratamento da COVID-19 nos hospitais públicos do município. Também, reforçamos as equipes e intensificamos as fiscalizações em relação às medidas restritivas que visam ao combate ao coronavírus. Mas, sem dúvida alguma, nosso maior desafio é vacinar toda a população acima de 18 anos contra a COVID no menor tempo possível. Temos estrutura, servidores e voluntários para isso, no entanto, dependemos do envio de doses por parte do Ministério da Saúde. Santa Maria já aderiu, inclusive, aos consórcios da Frente Nacional dos Municípios e da Famurs para a compra de vacina, caso a destinação por parte do Ministério da Saúde seja insuficiente, mas, no momento, não há doses disponíveis para a compra. Nossa expectativa é vacinar toda a população acima de 18 anos até setembro de 2021, embora eu quisesse que isso fosse possível até antes, mas, sabemos que esse é o grande desafio.

Redação: Fernanda Calegaro

Coordenação: Marcelo Matusiak

  • Jorge P
    (Divulgação)

Leia também...

06.05.2021

Diretoria e DU AMRIGS participam de recepção aos calouros de Medicina da Feevale

Departamento Universitário

14.04.2021

As ações para a área da saúde em Porto Alegre

Conforme Sebastião Melo, o esforço está associado a um sistema de vacinação que pretende atingir o maior número de pessoas no menor tempo possível

09.04.2021

Pioneirismo e paixão pela profissão

Vida de Médico: Lúcia Maria Kliemann

07.04.2021

Especial Prefeituras: Como Canoas enfrenta a situação da saúde em meio à pandemia

Conforme Jairo Jorge, o projeto de recuperação da saúde pretende implementar mutirões de exames de consultas e cirurgias

Entre em contato